Investimento: o que é X o que não é

Investimento: o que é X o que não é

Pare de pensar que seu carrão novo e aquele par de sapatos lindo foram ótimos investimentos

Quando se fala em investimento, muita gente logo pensa em comprar ações, empreender ou comprar um imóvel. Ou então confunde investir com comprar algo muito, muito legal, que traz bastante prazer.

Embora algumas ideias preconcebidas sobre investimentos tenham raízes na realidade, é bom se certificar de que você realmente sabe o que é um investimento, se quiser ter uma vida financeira saudável.

A primeira coisa que você deve saber sobre investir é: investimento não é apenas para quem já é ou quer ficar milionário.

Qualquer pessoa que tenha dinheiro guardado e sonhos pode ser uma investidora. Os investimentos vão ajudá-la a alcançar seus objetivos mais rapidamente e protegerão seus recursos da inflação.

Eis a segunda e a terceira coisas que você deve saber sobre investir:

O que investimento É

De uma forma mais genérica, investir é empregar recursos (como tempo e dinheiro) para obter sucesso. Como estamos falando de investimento financeiro, vamos assumir que sucesso, nesse caso, é obter mais dinheiro.

Assim como você emprega tempo, energia e conhecimento no seu trabalho para obter dinheiro, você pode fazer com que o seu dinheiro gere ainda mais dinheiro. É o velho “fazer o seu dinheiro trabalhar para você”.

Nessa lógica, podem ser caracterizadas como investimentos atividades como emprestar dinheiro para receber juros, comprar bens para revendê-los com lucro, comprar bens para alugá-los ou turbinar sua fonte geradora de renda para ganhar ainda mais.

São empréstimos as aplicações financeiras como caderneta de poupança, Certificados de Depósito Bancário (CDBs) e Letras de Crédito. Você empresta seu dinheiro para o banco, ele empresta para outras pessoas e lhe paga juros por isso.

Comprar ações, imóveis ou qualquer outro produto para revendê-los com lucro também é investir, assim como alugar bens.

Empregar dinheiro na sua própria capacidade de gerar dinheiro é outra forma de investimento.

É o caso do assalariado que faz um curso capaz de levá-lo a cargos profissionais mais altos e remunerações maiores. Ou do empreendedor que compra uma máquina para tornar a produção mais eficiente, aumentando os lucros e garantindo o futuro do seu negócio.

O que investimento NÃO É

Muita gente confunde dívidas e consumo puro e simples com investimento. Já ouviu alguém dizer que “investe” em consórcios? Ou que aquele par de sapatos lindos foi um ótimo “investimento”? Esses são equívocos bem comuns.

Se você entra em um consórcio ou financiamento, você terá despesas – taxa de administração no caso do consórcio e juros no caso do financiamento. Isoladamente, esses produtos financeiros são dívidas, não investimentos.

A situação é diferente se você usa uma dívida para uma prática conhecida como alavancagem: o dinheiro obtido com a dívida é usado para fazer um investimento e o rendimento é suficiente para cobrir os custos da dívida e ainda embolsar algum lucro.

Bens que você compra para o seu próprio usufruto e que se desvalorizam com o tempo também não devem ser considerados investimentos. Além de não gerarem renda, ao revendê-los você provavelmente receberá um valor bem menor do que pagou na compra.

O melhor exemplo é o seu carro, mas isso se aplica também a eletrônicos, roupas e sapatos. Até as viagens de lazer, que tanto aprimoram nossos conhecimentos ou mesmo nosso caráter, são grandes geradores de despesa travestidos de investimento.

Carro da marca Audi
Carros novos em geral se desvalorizam assim que saem da loja

Muitos especialistas em finanças consideram que nem a casa própria deveria ser encarada como investimento. Seu objetivo primordial é a moradia, não o lucro, fora as despesas que ela gera. Além disso, ao vendê-la, você continuará precisando de um lugar para morar.

É bem diferente de comprar um segundo imóvel para ganhar na revenda ou alugar. Assim, sua casa é primordialmente um bem de consumo para você e sua família, e apenas em segundo lugar – e também não necessariamente – um investimento.

Fonte: Blog Genial

Please follow & like us 🙂

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter
LinkedIn
Instagram

Disclaimer

O conteúdo do Blog da AMG Capital Agentes Autônomos de Investimentos (“AMG Capital”) não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 483, de 6 de julho de 2010, tem caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como sendo material promocional, solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Os prazos, taxas e condições aqui contidas são meramente indicativas. As informações contidas neste Blog da AMG Capital foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A AMG Capital não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. O conteúdo do Blog da AMG Capital também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As informações de terceiros disponibilizadas no Blog da AMG Capital não refletem nossa opinião de modo que não nos responsabilizamos pela veracidade, exatidão e correção das informações. Os instrumentos financeiros discutidos no Blog da AMG Capital podem não ser adequados para todos os investidores. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Recomenda-se uma profunda análise das características, prazos e riscos dos investimentos antes da decisão de compra/venda/aplicação/resgate. É expressamente recomendada a leitura do Regulamento, prospecto, edital e demais materiais de divulgação antes da decisão de investimento, com especial atenção aos fatores de risco. A AMG Capital não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura. Em relação ao conteúdo do Blog da AMG Capital fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da AMG Capital. A Ouvidoria da Genial Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes não se sentirem satisfeitos com as soluções de seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 605 8888. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o site: www.genialinvestimentos.com.br.

Related posts

Como declarar renda fixa no Imposto de Renda

Investimentos em renda fixa devem ser informados na declaração de imposto de renda de quem estiver obrigado a declarar. Saldos superiores a 140 reais e rendimentos obtidos com aplicações como CDB, LCI, LCA, debêntures e títulos públicos precisam ser informados à Receita. Neste artigo você vai aprender a declarar...

Leia Mais

Como declarar Tesouro Direto no Imposto de Renda

Investidores que são obrigados a entregar a declaração de imposto de renda 2018 devem informar suas aplicações financeiras na declaração. Os títulos públicos negociados pelo Tesouro Direto não ficam de fora. Neste post, veremos como declarar Tesouro Direto no IR 2018. Algumas regras de obrigatoriedade para entrega da declaração...

Leia Mais

Give a Reply

Gostou deste artigo? Compartilhe!